desenhos / piu piu piu

pelos cabelos

Aqui há uns dias vi na Oprah (esse portento de entretenimento televisivo) o cómico Chris Rock a falar do seu documentário sobre os cabelos. Das mulheres afro-americanas, acrescente-se. É que a filha dele, criança pequena, diz que não tem bom cabelo (leia-se liso e escorrido como os das colegas brancas).
Vai daí e decide fazer um filme, bem divertido ao que parece, acerca do multimilionário negócio dos cabelos.

Mulher negra sofre para ter o cabelo liso como o da Tyra (longe de ser um portento de entretenimento, mas o seu america’s next top model é muito jeitoso). Submete-se a uma permanente, de alisamento. Para isso acontecer o cabelo é empastado de um produto que, se ficar demasiado tempo, tira tudo tudo e queima a pele.
Em média uma mulher negra fica 8h num cabeleireiro para sair de lá com cabelo liso, ou com extensões, ou pelo menos com aspecto sexy. E gasta uma fortuna, claro. Ah, e os homens estão proibidos de mexer nos cabelos dela.

Pensando bem, com a mulher branca muda pouca coisa. Talvez o número de horas seja um pouco menor (falo por mim, gastei 3 da última vez) e mais sejam os sortudos que têm autorização de lhes mexer.

Façam o exercício de pensar numa mulher, uma só, que não seja obcecada com os seus cabelos. Em maior ou menor grau. Há umas que são mais baldas, mas também se preocupam ao fim de uns tempos com o corte, ou as raízes visíveis. Raramente estão contentes com o que a natureza lhes dá – a mais, a menos, demasiado liso, demasiado encaracolado, nem um nem outro e por isso não se faz nada, oleoso, seco, frágil, indomável, baço, mole, sem jeitos, com excesso de jeitos, com cor-de-burro-quando-foge, muito banal, etc, etc.

Quem pode, e tem paciência, vai regularmente ao cabeleireiro. Diz a minha que há quem conte com 100euros mensais só para manutenção. Pode faltar muita coisa, mas a cabeleira é prioridade. Há mestres que levam 90 só para cortar e garanto que já vi resultados espantosos!

Voltando ao filme, chama-se Good Hair e foi premiado no festival sundance.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s